quarta-feira, 12 de outubro de 2011

PASSADO X PRESENTE E FUTURO

             A geração atual gosta de afirmar que possui mais consciência ambiental que tiveram nossos antecessores.
Constantemente a culpa pelos desastres ambientais que ocorrem na atualidade é atribuída as ações praticadas pelas gerações passadas.
 Isso me fez refletir o quanto, de fato, as ações praticadas por nossos pais e avós foram irresponsáveis conosco e com nossos filhos e netos.
Nossos antepassados, não pensavam muito na preservação ambiental, mas verdade seja dita, viviam de forma mais simples, e seu modo de vida não gerava tanta degradação ambiental.
Na semana passada, recebi um e-mail engraçado, que alertava para esse comparativo e me fez pensar a real responsabilidade das gerações passadas. Avalie você mesmo:
No passado, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidas à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso e, eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.
Eles subiam escadas para vencer os desníveis, porque não havia escadas rolantes nas lojas e escritórios. Caminhavam até o comércio, ao invés de usar um carro de 300 cavalos de potência, como muitos de nós comumente fazemos a cada vez que precisamos ir a dois quarteirões.
Até então, as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. Roupas secas: a secagem era feitas, não nestas máquinas bamboleantes de 220 volts. A energia solar e eólica é que realmente secavam as roupas. Os meninos pequenos usavam as roupas que tinham sido de seus irmãos mais velhos e não roupas sempre novas e cada vez mais descartáveis.
Naquela época, havia somente uma TV ou rádio em cada casa e não uma TV em cada quarto como acontece com a nossa classe A, B e C. E a TV tinha uma tela de 14 polegadas não mais que o tamanho de um lenço, não um telão do tamanho de um estádio, que num dia será descartada irresponsavelmente.
           Na cozinha, os ingredientes eram batidos à mão porque não havia várias máquinas elétricas que fazem praticamente tudo por nós. Lá em casa mesmo, no meu café da manhã tem sempre pão quentinho, graças a uma máquina em que colocamos os ingredientes, escolhemos o tempo para bater, assar e o tipo de pão que queremos, mas confesso que constantemente vou na casa da mamãe saborear o seu famoso pão sovado 400 vezes. (foto da Mãezona Ilse e do Paizão Oscar)
          No passado, quando eles embalavam algo um pouco frágil, para enviar pelo correio, usavam jornal amassado para protegê-lo, não havia plástico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar.
Naqueles tempos não se usava um motor a gasolina para cortar a grama - era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário e os isentava de ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam a eletricidade.
De fato, não havia naquela época preocupação com o meio ambiente. Nossos antepassados bebiam diretamente da fonte quando estavam com sede em vez de usar copos plásticos e garrafas pet como fazemos diariamente, contribuindo com a imensa poluição desses resíduos em nossos rios e oceanos.
As simples canetas eram recarregadas com tinta umas tantas vezes, ao invés de descartar e comprar outra. Os homens usavam as navalhas para barbearem em vez de aparelhos “descartáveis” e poluentes só porque a lamina ficou sem corte.
Naqueles dias, as pessoas tomavam o bonde ou ônibus e as crianças iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar a mãe/pai como um serviço de táxi 24 horas.
Havia só uma tomada em cada quarto e não um quadro de tomadas em cada parede para alimentar uma dúzia de aparelhos. E ninguém precisava de um GPS para receber sinais de satélites a milhas de distância no espaço, só para encontrar a pizzaria mais próxima.
Seria cômico se não fosse trágico que a atual geração fale tanto em meio ambiente, mas não quer abrir mão de nada e não pensa em viver um pouco como na época dos nossos pais.

Você quer que seja abordado algum tema ambiental específico?
 Mande suas dúvidas ou sugestões para o e-mail: naturalmenteambiental@gmail.com

2 comentários:

  1. ???????????????????

    ResponderExcluir
  2. quanto tempo ficou com calo nos dedos em???😂😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir